Log in

Parada Estratégica

ERA CHEGADO O MOMENTO DE UMA RETIRADA ESTRATÉGICA, PARA EM BREVE VOLTAR COM FORÇA DOBRADA.

Depois de seis anos de muito rock independente, o Street Rock, que ao longo dos últimos anos conquistou o status de mais importante evento de rock alternativo da cidade de São Paulo, deixa as ruas em busca de patrocinadores que possam torná-lo um evento ainda mais forte e estruturado. Foram seis anos de rock ao vivo de graça para um público aproximado de mais de 250 mil pessoas, com um total de quase 100 toneladas de alimentos arrecadados em 25 etapas, beneficiando inúmeras instituições e divulgando bandas como, Dead Fish, Claustrofobia, Garage Fuzz, Hateen e Nx Zero. O evento, que iniciou sua história em 2001, no Bolsão da Assembléia do Parque do Ibirapuera, tocando para públicos de não mais do que mil pessoas, fechou 2006, ano em que se transferiu para o Parque da Independência, com media de público de 10.000 pessoas, site no ar e o respeito de toda a comunidade do rock independente. Apoiadores como o Governo do Estado, Camarinha Editora, Revista Tribo e a 89FM, souberam, desde o início, reconhecer a importância cultural do Street Rock. Viabilizando a realização e o sucesso do evento ao longo de sua história.
Com o crescimento do Street Rock, principalmente a partir de sua chegada ao Parque da Independência, seus promotores entenderam que era chegado o momento de uma retirada estratégica, para em breve voltar com força dobrada. “Apesar do caráter independente, o evento hoje é uma marca forte, a qual muitas empresas gostariam de se ligar. Está na hora de colhermos os frutos destes seis anos de trabalho e levarmos ao público que sempre nos apoiou um novo Street Rock, com a mesma pegada, mas mais estruturado, principalmente para as bandas”, disse Daniel Baccaro, produtor do evento. Para viabilizar essa reestruturação, a Projectools, empresa responsável pela produção do evento, direcionou seu departamento jurídico no sentido de buscar patrocinadores por meio da lei Rouanet (artigo 26), que possibilita o incentivo cultural através de renúncia fiscal. Segundo Baccaro, o Street Rock pode voltar já em breve. “Temos algumas empresas de peso estudando a opção de Patrocínio do evento.” Outra boa novidade é que a parada estratégica pode render um livro contando a história do evento que levou o rock independente para as ruas.